Hábitos que aumentam a insulina

A diabetes é uma doença causada pela falta ou má absorção de insulina – um hormônio produzido naturalmente pelo pâncreas e que tem a função de quebrar as moléculas de glicose e transformá-las em energia. A falta total ou parcial deste hormônio, portanto, afeta a queima do açúcar, levando ao seu acúmulo no sangue, caracterizando a diabetes. Conheça alguns Hábitos que aumentam a insulina.

Hábitos que aumentam a insulina (Foto: Divulgação)
Hábitos que aumentam a insulina (Foto: Divulgação)

Hábitos que aumentam a insulina

Antes de mais nada, é preciso entender o que é a insulina e como ela atua no organismo. Como já foi dito, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas e que ajuda a levar o açúcar do nosso sangue para as células, que, por sua vez, o utiliza como fonte de energia para o organismo. Exatamente por isso é um hormônio tão importante para o bom funcionamento e saúde do nosso corpo.

Se o organismo não produzir a quantidade adequada de insulina, o açúcar presente no sangue (glicose) não consegue entrar nas células, permanecendo a corrente sanguínea. Se o nível de glicose for muito alto, caracteriza-se de hiperglicemia.

Entretanto, se a insulina for produzida em excesso, pode causar um desequilíbrio no organismo e gerar: produção de gordura abdominal, aumento do hormônio do apetite e diminuir o hormônio da saciedade.

Viva com saúde (Foto: Divulgação)
Viva com saúde (Foto: Divulgação)

Confira também: Como controlar a diabetes

Existem alimentos que estimulam a produção de insulina e que também são os maiores responsáveis pelo acúmulo de gordura abdominal, levando à resistência à insulina – que está relacionada ao maior risco do desenvolvimento do diabetes. Por isso é fundamental seguir uma dieta personalizada indicada por um nutricionista, justamente para evitar o desequilíbrio na produção do hormônio.

Por isso é importante conhecer alguns Hábitos que aumentam a insulina no organismo.

Coma direito sempre (Foto: Divulgação)
Coma direito sempre (Foto: Divulgação)

Cuidado com excesso de carboidratos

Ingestão de carboidratos: quando mais rica for uma dieta alimentar em carboidratos, maior será a quantidade de insulina no organismo, pois esse tipo de alimento estimula a produção desse hormônio pelo pâncreas. Os carboidratos estão em menor e maior grau em quase todos os alimentos, sejam eles carboidratos de alto índice glicêmico (como farinha branca, açúcar e doces em geral) ou de baixo índice glicêmico (como pão e cereais integrais, grãos e hortaliças). O consumo excessivo deles levam também ao excesso de insulina.

Perca medidas sempre (Foto: Divulgação)
Perca medidas sempre (Foto: Divulgação)

Aposte na vitamina D

Vitamina D: pesquisas norte-americanas apontam que a vitamina D ajuda a aumentar a produção de insulina. Essa vitamina não é produzida naturalmente pelo organismo e sua principal fonte é a luz solar, que estimula a produção do nutriente por nossa pele. Recomenda-se o contato com a luz do sol de duas a três vezes na semana, de 10 a 15 minutos, evitando a exposição entre 10h e 16h.

Existem ainda alguns alimentos que são fontes de vitamina D, mas também são ricos em gorduras, por isso deve-se tomar cuidado com o consumo excessivo, como sardinha e atum em lata, fígado de boi, manteiga, ovos e iogurte.

 

/* */