O que é a pré-diabetes: entenda, veja como curar

A pré-diabetes atinge cerca de 12% da população brasileira e se caracteriza por ser uma condição que precede a diabetes tipo 2, mas que pode ser combatida com a adoção de hábitos de vida saudáveis, como alimentação equilibrada e atividades física regular. A reversão, porém, é mais eficaz quando a condição é detectada precocemente. Entenda O que é a pré-diabetes: entenda, veja como curar.

O que é a pré-diabetes: entenda, veja como curar (Foto: Divulgação)
O que é a pré-diabetes: entenda, veja como curar (Foto: Divulgação)

O que é a pré-diabetes: entenda, veja como curar

A pré-diabetes é diagnosticada quando o paciente apresenta níveis de açúcar acima do normal, mas que ainda não se caracteriza como diabetes em si. A situação ocorre quando a taxa de glicose no sangue, em jejum, fica entre 100 e 125 mg/dL – acima disso, a pessoa é considerada diabética.

São considerados fatores de risco para a pré-diabetes:

  • níveis elevados de glicose,
  • obesidade,
  • histórico familiar,
  • hipertensão,
  • triglicérides altos,
  • bebês nascidos com mais de 4kg e síndrome dos ovários policísticos.
Faça atividades físicas (Foto: Divulgação)
Faça atividades físicas (Foto: Divulgação)

Confira também: Como controlar a diabetes

Aposte em alimentos saudáveis

Em suma, a pré-diabetes é um alerta, pois se ela for diagnosticada a tempo, pode ser controlada e reversível, evitando que a pessoa desenvolva a diabetes tipo 2 de fato. Estudos apontam que mudanças de hábitos podem combater a pré-diabetes, aliando alimentação saudável, atividades físicas e, dependendo do caso, tratamento medicamentoso.

Consulte sempre o médico (Foto: Divulgação)
Consulte sempre o médico (Foto: Divulgação)

Estilo de vida novo, saúde nova

Esse novo estilo de vida, com consequente perda de peso, é capaz de reduzir o risco de desenvolver diabetes em cerca de 30 a 40%. Já o uso de remédio, como metformina, pode reduzir o risco em cerca de 20%.

Um estudo realizado pelo Grupo de Pesquisa para Prevenção da Diabetes dos Estados Unidos confirmou que esse tipo de medida pode, sim, diminuir a incidência de diabetes tipo 2 em pessoas propensas à doença.

Tenha um peso adequado (Foto: Divulgação)
Tenha um peso adequado (Foto: Divulgação)

Pesquisa avaliou pessoas com pré-diabetes

Quase duas mil pessoas com pré-diabetes participaram da pesquisa e foram divididas em dois grupos: as que estavam sendo tratadas à base remédios e mudanças rigorosas na rotina (dieta balanceada e prática de atividades físicas) e as que não fizeram nenhuma mudança.

As pessoas foram acompanhadas durante seis anos e a constatação foi: o grupo de pessoas que adotou mudanças na alimentação e praticou exercícios físicos conseguiu reduzir os níveis de açúcar no sangue e teve 56% menos chances de desenvolver diabetes tipo 2.

Portanto, com uma dieta alimentar equilibrada e prática regular de atividades físicas, sempre sob a supervisão de profissional da área habilitado, ajudam a reverter a situação da pré-diabetes. O ideal, principalmente para pessoas com fatores de risco, é ir ao médico periodicamente para acompanhar o estado da saúde e, em especial, as taxas de glicose no sangue; se for diagnosticada a pré-diabetes, seguir as orientações médicas à risca e nunca se automedicar.

 

/* */